Interfaces Digitais Colaborativas: linguagens e experiências em rede

5 07 2010

A Escola de Comunicação da UFRJ e a Secretaria de Cidadania Cultural do MinC convidam para o Seminário “Interfaces Digitais Colaborativas: linguagens e experiências em rede” nos próximos dias 7, 8 e 9 de julho na Escola de Comunicação da UFRJ (Praia Vermelha)

Durante os 3 dias do Seminário serão apresentadas as experiências dos Pontos e Pontões, realizadores e pesquisadores do campo das novas midias, produção audiovisual, plataformas digitais criação colaborativa, etc.

O Seminário é a primeira ação do Laboratório Cultura Viva em implantação na ECO/UFRJ com apoio da SCC do MinC e gostaríamos de ouvir e conhecer as experiências e propostas dos Pontos do Estado do Rio/ES.

Inscrições (com certificado de participação) e maiores informações: http://laboratorioculturaviva.pontaodaeco.org.

Siga o Laboratório Cultura Viva no twitter: @labculturaviva

Contato: labculturaviva@gmail.com






Sexta edição online disponível!

5 11 2009

páginas 2“O funk não é modismo, é uma necessidade. É pra calar os gemidos que existem nessa cidade” . MC Bob Rum – Rap do Silva.

Depois de uma longa pausa causada por uma reestruturação, a Vírus Planetário, está de volta! E é em ritmo de funk, gênero tão criminalizado e reprimido pelas elites (logicamente, que se for a versão da Adriana Calcanhoto para a música dos MCs Claudinho e Buchecha, o funk está permitido), que a sexta edição vem com tudo. Na reportagem especial, conheça um pouco mais sobre o funk e a APAFunk (Associação dos Profissionais e Amigos do Funk) que luta pelos direitos dos trabalhadores do Funk (MCs, DJs etc). Esta edição é dedicada ao funk e à APAFunk pelo exemplo que a Associação está dando em relação à organização popular.

páginas 1A entrevista Inclusiva é com Emanuel Cancela, coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro, que apresenta o outro projeto sobre o controle do petróleo brasileiro (do pré-sal ou não) que é ocultado, estrategicamente, pela imprensa grande. Emanuel convoca para que todos, independentemente de religião, classe social, convicção partidária participem da campanha “O petróleo tem que ser nosso!”, para que as riquezas nacionais fiquem com o povo brasileiro.

Não perca! Tudo isso e muito mais!

Para baixar, clique AQUI

Ou na parte “edições digitais” (onde estão todas as edições para download) disponível em cima e ao lado direito.

A versão impressa está disponível na banca Cardeal Leme da PUC-Rio, na Xerox do Itamar (UFRJ – campus Praia Vermelha) e na Livraria Dialética (Rua da Conceição, 26. Centro Niterói, em frente à estação das barcas).